"BRASILEIRO NÃO FODE COM BRASILEIRO"

February 23, 2017

Eu explico.

Mas já aviso que vou precisar de mais de 1 post...
Reconheço não ser um hábito meu o protesto ou ativismo político-social online.Eu prefiro fazer isso pessoalmente e prestando muita atenção no raciocínio da pessoa com quem estou conversando.É fundamental que a troca de idéias seja agradável e esclarecedora mesmo quando o assunto é complexo e perturbador.
O tempo é valioso demais para ser gasto num debate ignorante, equivocado e vazio sobre qualquer que seja o tema da conversa.
Que fique claro que exponho aqui minha opinião pessoal sem a intenção de influenciar o pensamento de outros ou iniciar um debate, meu objetivo é na verdade tentar explicar o que me fez fazer essa camiseta.
O atraso e instabilidade do nosso país,é ainda hoje, um exemplo para o mundo do que acontece quando uma sociedade é construída sobre as fundações da desigualdade social e abuso de poder.
Começamos dividindo o imenso território nacional em 12 capitanias hereditárias e fomos os últimos a abolir a escravidão. Charles Darwin, em sua breve passagem pelo Rio De Janeiro, citou como característica mais marcante da sociedade brasileira, percebida por ele, a covardia.
Estamos em 2017 e faz 10 anos que voltei a morar aqui.
Eu juro que tentei ficar quieto, mas como cidadão brasileiro considero o que aconteceu neste país nos últimos 24 meses, foi acima de tudo um atentado a integridade psicológica e estabilidade emocional de qualquer um nós que tenha a mente razoavelmente funcional e sadia. Dizer que estamos falando de política é um eufemismo, ou melhor , um exemplo de preguiça,medo ou limitação mental dos que se negam a ver o que é evidente.
Falamos na verdade, da delinquência e do poder de destruição do que há de mais sombrio e insondável na mente humana.
Homens adultos que receberam como herança,que também será passada à seus filhos ,o pior.
Transformando famílias inteiras em seres humanos incapazes de viver verdadeiramente em sociedade e que por isso mesmo encontram no poder a única maneira de sustentar,material e imaterialmente seu ciclo de vida neste mundo.
Coisa antiga.

Semana após semana seguimos recebendo doses calculadas e regulares do que se pode esperar desse tipo de homem, muitos dos quais,suspeito eu, exercem suas funções sob os efeitos de substâncias químicas,criadas para suportar o insuportável. Ausentes,distantes e sem vida no olhar.
Ainda no topo da minha lista está a sessão da câmara dos deputados que aprovou o seguimento do impeachment da Presidente Dilma Rousseff. 
Como esquecer?
Homens alucinados agindo em nome da ordem e do progresso,criando a discórdia e o ódio entre os brasileiros mais vulneráveis e por mais absurda que pareça a minha previsão, acredito que o pior ainda não passou. Como se permitir criar expectativas de qualquer tipo em relação ao que se vê sem reconhecer que isso é também uma forma de alucinação?
E está aí,a sabedoria do homem da roça.
Que não espera nada de ninguém e acredita só no próprio trabalho e há muitas gerações aprendeu a conviver com a incerteza,a insegurança e a instabilidade.
Descartando o passado e o futuro e vivendo um dia de cada vez.
Preparados para lidar tranquilamente com o que é impensável para a nova classe média que se forma e maior vítima do que está acontecendo.
É sempre pior para os que estão no "meio",os que não são nem uma coisa nem outra...alvos fáceis em tudo nessa vida.
Em Brasília o cronograma segue como planejado e mudanças até pouco tempo impossíveis de sequer serem consideradas, são articuladas e executadas,como sempre,com total atenção ao timing.
O país está prestes ficar bêbado e dançar,na festa que hoje já não tem mais hora certa pra começar ou terminar.
O carnaval ,na minha opinião, parece ter se transformado ,de forma também manipulada ,mais em um dever civil que um direito.
Um direito originalmente conquistado pelos excluídos.
E provamos de forma definitiva ao mundo, que assiste a tudo isso, que nada pode estragar o clima da festa.
"NÓS SOFRE MAS NÓS GOZA" continua valendo desde Assis Chatoubriand.
Como se não fosse possível gozar sem sofrer.

Eu gostaria de ter publicado isso no início da semana ,mas como sempre, respeitei minha intuição e a camiseta acabou sendo vestida pela Clarinha , a menina da foto.
Só para evitar confusão quero deixar claro que não foi minha intenção explorar de maneira hipócrita e malvada a simplicidade do mundo dela,confundida por muitos com pobreza.A Clarinha é minha amiga e conheço a bichinha desde que nasceu, a foto foi feita ontem à tarde na casa dela da maneira mais espontânea e natural.
Sim,a infância dela é muito diferente da infância dos Michelzinhos espalhados pelo país, mas pelo que vi andando pelo mundo até agora é melhor para o desenvolvimento da criança "faltar" do que sobrar ,contanto que o que falte não seja a orientação,o exemplo e o amor. 
A Clarinha é sabida e corajosa...infantil claro,mas não boba.
Tem tudo que precisa e é feliz.
Estava aqui agora em silêncio me vendo escrever,saiu pra tomar banho de rio e caçar sapos nas pedras do jardim e antes de ir embora deixou na minha mesa,sem dizer nada , uma goiaba que pegou do pé.
Eu fiquei feliz dela ter feito parte dessa invenção minha...
Fiz 30 camisetas.
Se você leu até aqui e gostaria de ter uma é só passar na loja e pegar ,uma por pessoa ,por ordem de chegada entre hoje e às 18hrs do sábado dia 25/02.
É de graça.

Jun Matsui



Leave a comment

Comments will be approved before showing up.


Also in JM DIARY

TATTOO WEEK 2017
TATTOO WEEK 2017

July 17, 2017

Read More

"NIGHTMARE"
"NIGHTMARE"

July 13, 2017

Read More

"Neither here nor there"
"Neither here nor there"

March 04, 2017

Read More