JUN MATSUI

Jun Matsui é um tatuador de origem nipo-brasileira nascido em Recife-PE no ano de 1972.

Iniciou seu trabalho com a tatuagem em Tokyo em 1993.

Foi o primeiro tatuador no Japão a se dedicar ao trabalho influenciado pelo grafismo étnico tribal que tem como características mais marcantes o uso da tinta preta em grandes áreas do corpo humano.

É considerado um mestre no processo de tatuagem sem o uso do papel ou stencil, os desenhos nascem diretamente na pele em harmonia com as linhas,medidas e proporções da anatomia do corpo humano. 

Pode-se dizer que o senso estético e efeito visual final das tatatugens de Jun Matsui são o resultado das suas duas maiores e mais importantes influências, a Irezumi, ou tatuagem tradicional japonesa e o grafismo tribal Maori de Aotearoa, hoje chamada de Nova Zelândia.

Jun Matsui passou seus primeiros 15 anos de vida como tatuador em Tokyo, estudando e desenvolvendo seu próprio estilo de trabalho enquanto convivia com os tatuadores mais importantes do Japão como Horiyoshi III,Horiwaka, Horitaku, Horicho e muitos outros que influenciaram seu olhar e sua sensibilidade nos aspectos culturais, sociais, espirituais e decorativos da tatuagem como artesanato,arte e tradição.É nesse espaço entre o ancestral e o moderno, o Oriente e o Ocidente onde Jun Matsui habita e colhe o que tem de melhor como tatuador e ser humano, combinando o místico, a beleza e o atemporal. 

Seus desenhos e estilo de vida e trabalho são reconhecidos e admirados mundialmente e sua influência pode ser percebida em todas as gerações de tatuadores ao redor do mundo com as quais seu trabalho teve contato.

O estilo, originalidade e versatilidade do trabalho de Jun Matsui permitiram que seus gráficos e criações fossem usados em diversas parcerias comerciais ao longo do tempo.

Entre alguns estão Shiseido, Honda, Square Enix(Final Fantasy VII), Vogue Japan, Nike, OÜS

(Grendene), DITA Eyewear, Revista Rolling Stone.

Entre os anos de 1997 e 2006 Jun Matsui assinava as coleções originais de sua própria marca de roupas em Tokyo com sua loja situada em Harajuku.

Centro da moda de Tokyo e um das áreas de cultura de rua mais vibrantes do mundo.

Ainda hoje o Jun Matsui Studio continua criando e comercializando edições limitadas de suas roupas e acessórios originais. 

O primeiro livro sobre o trabalho de Jun Matsui foi publicado no Japão, em 2005, com o título Hari.

Em 2015 um documentário sobre o trabalho e legado de Jun Matsui, produzido e dirigido pelo diretor André Ferezini foi lançado e exibido em Tokyo, Londres, NYC, São Francisco e São Paulo.

Nos dias de hoje Jun Matsui mora e tatua na cidade histórica de São Luís do Paraitinga no interior de São Paulo onde continua dedicando a maior parte do seu tempo aos clientes que desejam vestir sua tatuagem e aos programas de aprendizado onde divide sua experiência e conhecimento com o objetivo de colaborar na formação dos tatuadores das novas gerações.

"O curso com o Jun me ajudou a aprofundar no conhecimento do desenho sobre as linhas do corpo bem como compreender melhor a força transformadora que a tatuagem representa na identidade de alguém"

- MARI KUROYAMA -

"O trabalho do Jun sempre foi uma referência para mim. Ter a experiência de aprender com ele foi crucial para minha vida profissional e pessoal. Estava num beco sem saída e a partir desse “curso” surge uma luz e por onde estou caminhando hoje, seguindo a risca tudo que me foi passado.Espero estar sempre evoluindo e com certeza foi uma experiência única que mudou minha vida."

- Renai Tattoo -

"Os encontros foram enriquecedores pra minha prática e agregaram na forma de pensar a Tatuagem e os seus processos. Rever os fundamentos de um ofício tão antigo e entender as sutilezas que estão presentes em algo tão empírico, me fez refletir sobre meu próprio lugar no universo da Tatuagem e como me diferenciar dos demais profissionais, tanto técnica quanto ideologicamente."

- Jéssica Paixão -

"Os encontros com Jun Matsui me fizeram entender a profunda conexão entre tatuagem e corpo. O corpo aqui, não só como um suporte, mas um mapa de geometria, história e personalidade.
Este curso me ensinou a desenhar sobre a pele com base na especificidade de cada corpo, revelando o que já estava lá. Proporção, sensibilidade e propósito - palavras que me acompanham em meu trabalho e que trouxe de nossos encontros."

- Rosa Laura -

"Não se trata apenas da agulha ou caneta na pele - os estudos com o Jun expandem minha percepção enquanto tatuadora para muito além do desenho por si só, fortalecendo as diferentes pilastras que sustentam o ato de ornar a um corpo humano carregado de vida, sentimentos e histórias. Se trata de entender a importância de entrelaçar a técnica e a estética do nosso trabalho com sensibilidade, responsabilidade e comprometimento à tatuagem, como forma de estudo e ferramentas de lapidação na busca pelo desenho no corpo de cada cliente."

- Paula Sgarbi -

Conhecer , conversar, ouvir e observar um dos artistas que mais admiro era algo que eu gostaria de “vivenciar antes de morrer”.O curso me proporcionou isso e muitas outras experiências tão importantes quanto. O ser humano por trás da arte, seus métodos e tudo o que é necessário para existir toda a “obra prima” (Tatuagens, roupas, joias e todos os outros “produtos” produzidos com tanta LUZ , dedicação e amor).Sem dúvidas um grande mestre da nossa “Tatuagem tradicional contemporânea”.

- André Cruz -

"Refletindo sobre essa experiência tenho a convicção de ter expandido a visão e as possibilidades no desenvolvimento do meu trabalho, além de técnicas que hoje são ferramentas indispensáveis é imprescindíveis no meu processo de composição e execução na tatuagem.Definitivamente, foi um divisor de águas na minha carreira e trajetória.Expandiu minha maneira de viver, pensar, enxergar e desenvolver uma tatuagem."

- Rodrigo Sá -

“Mais do que me mostrar como ele percebe encaixe, contorno e contraste em suas tatuagens, o Jun me ensinou com seu exemplo a respeitar o corpo e levar com seriedade nosso oficio. Foi um prazer imenso ouvir alguém com uma trajetória tão diversa, de muito trabalho e dedicação.”

- Katharine Alden -

"O TATUADOR NÃO FAZ A TATUAGEM E A TATUAGEM FAZ O HOMEM, NO FINAL SUA TATUAGEM SÓ É TÃO INTERESSANTE E VERDADEIRA QUANTO A VIDA QUE VOCÊ VIVE"

- Jun Matsui -